Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

Se Casével pedir a Conceição em Casamento

Olá amigos, tema para reflexão.

 

Muito se tem falado sobre a criação e extinção de novos concelhos e freguesias, será que se trata de algo bom para os habitantes, será que se trata de um tema tabu que pouco se fala porque é incomodo?

 

O acto de criar é sempre interessante, criar uma nova identidade uma nova matriz, seguramente será apelativo para as pessoas, um grande aglomerado que se destaca e que consegue a sua própria autonomia.

No entanto o grupo do qual se separou sente sempre um sentimento de perca, mas interpreta-o muitas vezes como um filho que se emancipa e sai de casa.

 

Não são temas fáceis de abordar, mexem com gerações de historias, gentes que sempre lutaram pelo seu pedaço e gentes que nunca assumiram uma possível cisão.

 

O acto de extinguir é seguramente um processo mais penoso, usualmente não é interpretado como uma oportunidade de melhoria mas sim como um sentimento de perca.

Para a classe politica seguramente não será lógico tratar este tema como de tratasse de uma

conta se somar ou subtrair.

No meu ponto de vista as pessoas não são números , que se encostam á direita ou á esquerda ao sabor de politicas.

 

Vamos tentar apresentar este terma de forma fictícia , fazendo um exercício utilizando freguesias que conhecemos bem e de que gostamos muito.

 

Se Casével pedir a Conceição em Casamento

 

Sendo duas pequenas freguesias em termos de população activa permanente, se Casével  juntar os trapinhos com a Conceição.

Quem sabe se não é mesmo a Conceição acenar com uma piscadela de olho.

Como reagiriam os pais Ourique e Castro Verde, será que aprovavam a união de facto ou que se degladiavam considerando um amor impossivel .

 

Este novo casal que nome de familia adoptava Castro Verde ou Ourique, onde ficava a residencia oficial, nas Alcarias ?

 

Qual seria a reação da população? Seria ouviadas nas urnas para escolherem, se aceitavam o acto e qual o conselho a que se agrupavam?

 

Como seria o futuro destas cumunidades , com mais e melhores serviços, ou cada vez mais distantes, mais esquecidas?

 

Será que era aplicavél a regra das sinergias em pról dos habitantes 1+1=3 ou apenas se trataria de uma optimização e uma redução 1+1=1?

 

Utilizando um tema actual, estas considerações são meros temas de debate teorico ideologico. Desconhecemos se este tema almuma vez foi abordado ou se existe alguma corrente ideologica que está a estudar algo nesta area ao nivél local.

 

Provavélmente nos proximos mil anos de história este casamento nunca virá a ocorrer, mas trazemos aqui este tema para recordar aos politicos que as pessoas, têm um história tem direito a um nivél de serviços.

 As populações merecem atenção que não se traduza em operações matematicas, em médias ou em reduções.

 

O meio pequeno merece ser ouvido e não esquecido, tristemenente abandonado á sua sorte. 

 

Também cabe ao meio mais pequeno mostar que está presente e que tem uma opinião, uma identidade.

 

Boas reflexões.

 

 

publicado por castromaisverde às 11:51
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De feira de castro a 27 de Setembro de 2007 às 22:18
Boa noite
Trata-se de ume exercíco interessante, e com tantas variáveis em causa, que, e estamos de acordo quanto a isso, teriam que ser as populações a escolher de forma clara e evidente, ao arrepio do que eventualmente pensassem os políticos locais.
Crei que seria daquelas situações em que apoiaria claramente um referendo simultâneo nas duas freguesias.


De avec le temps a 28 de Setembro de 2007 às 13:19
eu lanço outra idéia que julgo ser a que vai acontecer. eliminar os concelhos de Castro Verde, Almodôvar e Ourique e criar uma outra coisa qualquer, assim PS E PSD acabavam por deitar a mão ao trabalho feito por estas bandas e ainda por cima com a simpatia dos Portugueses das cidades. seria em nome da racionalização do território. a dsculpa é esfarrapada mas que muita gente a veria com bons olhos acreditem que veriam. Bastava o José S. surgir na TV a prometer Diminuir a despesa e tudo se compunha. claro que para quem cá vive ia ser uma merda as acredito que até o Srº deputado Pita Ameixa ia ficar todo feliz e como sempre abanar a cabecinha


De feira de castro a 28 de Setembro de 2007 às 14:09
Boa tarde
É o mais certo que venha a acontecer


De castromaisverde a 28 de Setembro de 2007 às 21:52
Olá boa noite
A dimensão de um território , quer a nível geográfico como no numero de habitantes não pode servir para a aplicação directa de uma regra, existem pessoas e existe diversidades de culturas.

Seria muito interessantes para muitos criar grandes aglomerados, mas este não seria o acentuar da desertificação do território.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Boa tarde

. Tradicionais Festas em Sa...

. Sr. Presidente devolva o ...

. Festejos do Foral de Cast...

. Por cá....

. Na reserva mas de olho!

. Castromaisverde vai fazer...

. Matemática Politica em Ca...

. Caeiros renuncia ao manda...

. PS adianta trabalho para ...

.arquivos

. Julho 2013

. Agosto 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Julho 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.Visitantes

cocheshoteles nicaraguaClasificadosmascotasteta

.Visitantes Online

online

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds