Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Por Portugal

 

Nos últimos dias tenho feito muitos Km pelo Portugal profundo o que me permitiu ouvir aquela musica que anda no porta luvas do carro á anos.

 

Comecei com Rui Veloso que entre outras lá cantou a camponesa, não queiras saber de mim, a ilha e claro o brilho dental, quando ouvi esta musica lá me veio á memoria, como não podia deixar de ser dos nossos queridos asserimos comentadores.

 

Terminei as musicas do Rui, recordando o prometido é devido, que por vezes se confunde com o prometido é de vidro, com a facilidade que se quebram as promessas.

 

Como os km tem sido tantos lá passou pelo leitor a Mafalda Veiga com a sua Estrada, que bonito que seria um concerto da Mafalda com os nossos Ganhões.

 

Acabei hoje a viagem com as Vozes pela Natureza um CD editado pela LPN e a fundação Vodafone.

 

Durante estes dias tenho participado em muitas reuniões com muitas pessoas e cada vez mais defendo que precisamos de organizações simples porque as pessoas estão cada vez mais complexas.

 

Os nossos governantes a todos os níveis deviam ter em atenção este principio e pensarem que tem que criar coisas simples e directas para atingirem resultados simples e imediatos é isso que se procura a vida não para, como é que seres complexos entendem coisas complicadas e por vezes altamente complexas.

 

No passado e olhando para a revolução industrial tínhamos pessoas simples executando tarefas muito simples e rotineiras em organizações complexas muito verticalizadas, hoje o que é que se procura, organizações simples muito pouco hierarquizadas onde a comunicação devia fluir e excitar reacções como se de um sistema neural se trata-se.

 

Será que no futuro os nossos políticos vão estar com as pessoas no nível terreno ou vão continuar nas nuvens do abstracto.

 

Manuel Mestre

 

 

 

 

 

 

publicado por castromaisverde às 23:39
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Avederapina a 27 de Junho de 2008 às 00:08
A coisa está mesmo complexa aqui pela vila, á malta desorientada, outros a esfregar as mãos, outros a dormir.
Coisas de pessoas complexas.


De Manuel Antonio Domingos a 28 de Junho de 2008 às 14:57
À malta desorientada
À anos que o Português nos baralha
À mesmo sem Haver
À meses que o Castromaisverde escreve assim
À duvidas, se o Ave de Rapina,não é também mais um do colectivo Castromaisverde.
À a sensação que fazia mais falta um professor de Português do que um da nossa Historia.


De João Nuno Sequeira a 28 de Junho de 2008 às 19:07
Cá para mim não há dúvidas que o ave de rapina e o olho vivo são da entourage do castromaisverde.


De Anónimo 3 a 27 de Junho de 2008 às 17:45
Estes tipos do Castromaisverde e amiguinhos estão a ver mas é a vida a andar para traz poruqe o padrinho está de partida e eles perdem os tachinhos todos.

E até já dizem que vão fzer listas de independentes para ver se suguram as panelinhas.

E depois vem para aqui pregar moral aos outros.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Boa tarde

. Tradicionais Festas em Sa...

. Sr. Presidente devolva o ...

. Festejos do Foral de Cast...

. Por cá....

. Na reserva mas de olho!

. Castromaisverde vai fazer...

. Matemática Politica em Ca...

. Caeiros renuncia ao manda...

. PS adianta trabalho para ...

.arquivos

. Julho 2013

. Agosto 2011

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Julho 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds